;

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Personagens da DC Comics - Parte 24: Inimigos do Batman III


Terceira lista com os inimigos do Batman!



MARIPOSA ASSASSINA
Mariposa Assassina era um criminoso cujo verdadeiro nome nunca foi revelado. Enquanto estava na cadeia ele leu um artigo de jornal sobre o Batman e decidiu que se tornaria seu rival. Após fugir ele começou a recolher tudo que podia sobre o Batman para poder copiá-lo. Chegou até a construir uma mariposa-caverna, uma mariposa-móvel e um matiposa-sinal. Criou uma nova identidade, Cameron van Cleer, para se infiltrar entre os ricos e cometer sequestros milionários. Um de seus alvos foi Bruce Wayne, até descobriu que ele era o Batman, porém no confronto que se seguiu ele perdeu parte da memória.

VAGA-LUME 
Garfield Lynns trabalhava como especialista em efeitos especiais (principalmente pirotecnia), mas estava falido e por isso foi para o mundo do crime. Em sua primeira ação ele quase foi preso pelo Batman e pelo Robin, entretanto a dupla se confundiu ao ver um vaga-lume no escuro e o seguiram acreditando ser o ladrão com seu cigarro. Garfield sentiu-se grato com o inseto e por isso assumiu o nome de Vaga-lume, além da roupa customizada. Usou suas habilidades para construir uma mochila a jato, assim pode voar por onde quiser e manter-se estável no ar, e uma arma lança-chamas. Dessa forma ele pôde continuar seus crimes de forma mais profissional.


CARA DE BARRO
Basil Karlo era ator em um filme de terror, mas surtou ao descobrir que seria substituído. Então ele vestiu-se como o vilão do filme e matou toda a equipe de filmagem. Foi o primeiro em um legado do Cara de Barro e o responsável por, anos mais tarde, unir todos os que usaram esse nome em uma equipe. Ele não tinha poderes até juntar-se com seus sucessores e injetar o sangue deles (que já tinham poderes) em si mesmo, ganhado o poder de transformar o próprio corpo em barro, podendo mudar de forma e de tamanho. Sua consistência quase líquida o permite mover-se por espaços apertados, o que o impede de ser preso em cadeias comuns com grades, e pode ainda matar pessoas sufocadas ao afogá-las no seu barro.
HUMPTY DUMPTY
Humphry Dumpler teve uma infância traumatizante. Perdeu os pais ainda criança e foi morar com a avó, que costumava lhe bater com uma bengala e o obrigava a trabalhar me sua fábrica de sapatos. Não tinha amigos e sofria bullying constantemente por conta de sua aparência, o que lhe rendeu o apelido de Humpty Dumpty (o ovo falante das fábulas). Enquanto crescia ele lia bastante e se tornou bem hábil em construir e desmontar coisas, o que depois de um tempo gerou uma obsessão por consertar qualquer coisa que ele achasse que estava quebrado. Ele cometeu alguns crimes motivados pela fúria após tudo dar errado para ele, foi preso no Arkham, onde é mantido como prisioneiro exemplar, o que indica que ele não é tão mau assim.

HOMEM-CALENDÁRIO
Julian Gregory Day é um homem obcecado com datas e calendários. Por algum motivo desconhecido ele entrou para o mundo do crime levando sua obsessão junto, realizando crimes baseados em datas comemorativas, como feriados, e para isso ele se vestia ou agia de forma temática. Na maior parte do tempo ele está vestindo um traje baseado em calendários. Como possuía algumas habilidades de inventor ele criava equipamentos para apoiar suas ações. Após alguns eventos ele foi diagnosticado como insano e internado do Asilo Arkham, o que causou uma mudança em sua aparência e personalidade, tornando-se mais sério e mórbido.


BATZARRO
Batzarro foi criado como uma piada do Coringa quando este conseguiu os poderes de duende da Quinta Dimensão. Foi criado como um oposto do Batman, chamando a si próprio de "O Pior Detetive do Mundo", usando um cinto de inutilidades, o símbolo de cabeça para baixo, portando armas de fogo e tendo atos vilanescos. Às vezes parece que ele quer ajudar o Batman, de quem ele afirma ser um fã, mas na maioria ele é o inimigo. Ele não possui a mesma origem que o Bizarro (o clone invertido do Superman), porém os dois se dão bem e já uniram suas forças para formar um time.

MAXIE ZEUS
Maximillian Zeus era uma pessoa comum, um professor especialista em mitologia grega. Porém, de forma desconhecida para nós, ele perdeu sua esposa e ficou louco, não se sabe o que veio primeiro. Graças a sua obsessão com mitologia ele começou a acreditar que era o deus grego Zeus, líder de todos os deuses, e passou a agir e se vestir como tal. Como rei dos deuses, ele desejou reinar sobre Gotham City, criando uma enorme gangue que o levou a se tornar um dos maiores chefões do crime na cidade. Maxie Zeus é bem inteligente e muito analítico, possui um grande poder de liderança que faz seus subordinados o seguirem sem questionar.

CAÇA-RATOS
Otis Flannegan trabalhava como exterminador de pragas, especialmente ratos, em Gotham City. Com o passar do tempo ele percebeu que os ratos estavam seguindo-o e Otis ganhou afeição com eles. Pouco depois Otis já era capaz de dar ordens e os ratos o obedeciam. Ele então começou a cometer pequenos crimes usando os bichos e sem perceber aos poucos ia ganhando feições de roedor. Os ratos eram habilidosos em invadir lugares, roubar e levar coisas para dentro de prisões, por isso Otis sempre era preso, mas conseguia fugir facilmente. Possui ainda um conhecimento em química, que usa para fabricar e manipular gases tóxicos usados em algumas de suas ações.

AMÍGDALA
Aaron Helzinger era um criminoso conhecido por seus acessos de raiva. Como era um homem muito grande e forte esses acessos apresentavam riscos mesmo que ele estivesse desarmado. Quando foi internado no Asilo Arkham os médicos decidiram remover sua amígdala cerebelosa, uma parte do cérebro que controla a raiva. A cirurgia deu errado e o tudo saiu ao contrário do que deveria, com Aaron ficando em um estágio de fúria descontrolada incessante, ou seja, ele nunca deixa de estar irritado. Para piorar sua força física ampliou e sua musculatura o deixou invulnerável a ataques físicos. Com o tempo ele foi ficando cada vez mais deformado e menos consciente de si.

ARRASA-QUARTEIRÃO
Mark Desmond era frustrado com sua forma física e desejava ser mais forte. Como era um químico concentrou seus conhecimentos em criar uma fórmula para aumentar sua força e no fim, testando sempre em si mesmo, ele conseguiu. Porém logo os efeitos colaterais se manifestaram: sua inteligência diminuiu drasticamente, deixando-o muito mais irracional, quase com um comportamento animal, e ele ficava extremamente irritado e destrutivo. Passou a ser cuidado por seu irmão, Roland, que logo quis usar os poderes de Mark para seus próprios interesses. Roland mandava Mark cometer assaltos e os dois deram início a uma série de crimes que chamaram a atenção do Batman.


_ _ _ _ _

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário