;

quarta-feira, 29 de março de 2017

Personagens da DC Comics - Parte 18: Inimigos do Batman II


Essa é a parte 2 com os vilões do Batman!




PISTOLEIRO
Floyd Lawton, ainda criança, errou um tiro usando um rifle de caça e acabou matado o irmão que ele idolatrava. Depois disso ele jurou nunca mais errar e procurou formas de concretizar isso, treinando de todas as formas possíveis para aprimorar sua mira. Com o passar do tempo ele tornou-se um mercenário e sua mira perfeita aliada a sua habilidade com armas de fogo o deixaram famoso no mundo todo. Além das armas de fogo ele é capaz de usar armas brancas e pode transformar qualquer item comum numa ferramenta letal. Possui uma filha, a única coisa que importa e que ele protege. Despreza até a sua própria vida, por isso vai para cada missão sem se importar se vai viver ou morrer.

CROCODILO
Waylon Jones nasceu com uma rara condição que o fez crescer anormalmente desde muito jovem, além de desenvolver uma couraça como pele e dentes afiados. Sofreu a infância e juventude inteira com a morte da mãe, o abandono do pai, os abusos do tio alcóolatra e o preconceito das outras pessoas sobre sua aparência. Tudo isso o fez se esconder nos esgotos e cometer crimes para sobreviver. As tentativas de curá-lo usando tratamentos cris apenas removiam cada vez mais os resquícios de humanidade em seu cérebro, tornando-o aos poucos um monstro quase irracional. Sua pele o torna invulnerável até mesmo a tiros e ele possui garras e uma maníbula poderosas, suas principais armas.

SILÊNCIO
Thomas Elliot cresceu com um pai rico, mas abusivo, e uma mãe que só pensava no dinheiro. Ele resolveu se livrar dos dois cortando os freios do carro, o que ocasionou a morte do pai, porém a mãe foi salva pelo médico Thomas Wayne. Após isso sua mãe se tornou obcecada pela segurança, o que privou Thomas de muitas coisas e o deixou profundamente irritado com a Família Wayne, incluindo seu antigo amigo de infância Bruce Wayne. Após a morte de Thomas Wayne e sua esposa ele focou sua raiva em Bruce, buscando acabar com ele de todas as maneiras e sem saber que agora ele era o Batman. Formado como grande cirurgião, Thomas Elliot passou a fazer operações em si mesmo para se parecer com Bruce e assim incriminá-lo por atos criminosos que passou a praticar. É um adversário muito inteligente e analítico.

VICTOR ZSASZ
Victor Zsasz era um homem muito rico e bem sucedido, porém caiu em depressão após a morte dos pais e perdeu todo seu dinheiro em jogos de cassinos. Caminhando para se suicidar ele foi atacado por um assaltante e nesse momento ele explodiu em fúria, roubou a faca do criminoso e o matou. Daí em diante ele manteve-se em um estado insano e psicótico com disposição para matar pessoas sem qualquer motivo aparente, algumas vezes com a justificativa de tirá-las dos problemas da vida, como os que ele tinha. Seu hábito mais macabro é o de fazer um corte no próprio corpo, gerando uma cicatriz, para cada vítima sua. As cicatrizes por todo seu corpo dão uma ideia da grande quantidade de assassinatos que ele já cometeu.

HUGO STRANGE
Hugo Strange já foi um dos principais psiquiatras do Asilo Arkham. Possui altos conhecimentos e grandes habilidades nos campos de psicologia e psiquiatria, especialista em entender o funcionamento da mente humana. Com essas capacidades ele pode identificar reações e sentimentos em outras pessoas, prever movimentos em uma luta ou antecipar estratégias, além de ser bem manipulador. Porém ele é insano, o que o levou a desenvolver uma tendência ao crime e uma rivalidade com o Batman. Ele foi capaz de identificar e recolher pistas para chegar a conclusão de que o Batman era Bruce Wayne, sendo um dos poucos vilões a saber disso. 

VENTRÍLOQUO
Arnold Wesker perdeu os pais quando ainda era criança e isso lhe causou um trauma que ele carregou a vida toda. Já adulto, se envolveu numa briga de bar e acabou matando uma pessoa, o que o fez ser preso. Seu companheiro de cela tinha um boneco chamado Woody, que certa noite, sem estar sendo controlado, falou com Arnold quando este estava prestes a se matar. O boneco contou sobre um túnel cavado pelo seu dono e Arnold o usou para fugir, levando a marionete junto, logo depois de matar o companheio. Como Woody odiava esse nome ele mudou para Scarface. Na verdade, Arnold desenvolveu com o trauma um transtorno de bipolaridade e só consegue expressar seus sentimentos por meio do boneco, que ele pensa ser real e ter a personalidade de um assassino incontrolável ao estilo mafioso.

CHAPELEIRO LOUCO
Jervis Tetch sempre possuiu uma aparência excêntrica, o que o fez crescer sozinho. Desenvolveu muitos problemas mentais, como esquizofrenia, embora isso não o atrapalhasse para se graduar como neurocientista e se tornar um inventor habilidoso. Em seus estudos ele desenvolveu um método para controle de mentes, mas foi dispensado por questões éticas. Enlouqueceu de vez e passou a agir como o Chapeleiro Louco, seu personagem favorito do livro Alice no País das Maravilhas, pelo qual sempre foi obcecado. Sem perder suas habilidades como inventor, ele criou e instalou um dispositivo de controle de mentes em seu chapéu ele começou a cometer crimes, como sequestrar garotas para obrigá-las a participar da sua festa do chá, assim como Alice no livro.


MORCEGO-HUMANO
Robert Kirkland Langstrom era um zoólogo especialista em morcegos. Ele tinha um grande fascínio por alguns heróis, em especial o Batman, por isso resolveu basear um estudo para se aproximar dele. Desenvolveu então um soro capaz de conceder habilidades de morcegos, como os sentidos de audição e olfato aguçados, além do sonar para ecolocalização. E Robert resolveu testar o soro em si mesmo, porém sofreu efeitos colaterais terríveis e se tornou um híbrido de homem e morcego, desenvolvendo até garras e asas que lhe permitiam voar. Em meio a todas as suas tentativas de voltar à forma humana ele precisou cometer alguns crimes, como invadir laboratórios, o que o deixou na mira do Batman.

KGBESTA
Anatoli Knyazev foi treinado pela KGB, a polícia secreta soviética. Ele passou pelos mais brutais treinamentos conhecidos, lavagens cerebrais, experimentos com drogas e remédios, torturas e tudo o que fosse necessário para tornar-se o assassino perfeito. Ao fim ele era uma máquina de matar que não demonstra dor nem sentimentos. Não se importa de matar dezenas de inocentes só para poder atingir seu alvo. Após o fim da União Soviética ele tornou-se um mercenário internacional. Possui muita habilidade com armas de fogo e sabe lutar usando golpes que potencializam sua força física já descomunal. No lugar do braço esquerdo, que ele mesmo arrancou para escapar do Batman, há uma prótese munida de várias armas e outras ferramentas.

ANARQUIA
Lonnie Machin foi abandonado pela mãe biológica e foi adotado por uma família de classe média. Ele era um prodígio com imenso gosto pela leitura e por questões políticas e filosóficas, mesmo sendo bem jovem. Na escola ele participou de um programa que consistia em manter comunicação por cartas com crianças de lugares mais pobres. A criança com quem ele correspondia lhe contava sobre seu país em guerra e a miséria em que vivia, e isso deixou Lonnie bem irritado. Ele decidiu começar a mudar as coisas, com sua queda pelo anarquismo ele concluiu que deveria tirar o poder das elites. Criou um uniforme adaptado para esconder seu tamanho de criança e começou a desenvolver métodos para atingir seu objetivo, como hackear contas bancárias de milionários e assaltar políticos poderosos, entre outras coisas.


_ _ _ _ _

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário