;

terça-feira, 6 de março de 2012

Os Mangakás: Masashi Kishimoto

Muitas pessoas não se preocupam com os criadores, mas com os mangás em si. Mas essas pessoas devem saber que eles são muito importantes. Imagine só... você é praticamente um deus! Pode decidir o destino de personagens, que quando são muito famosos se tornam vidas de verdade.


Então eu criei postagens para mostrar as pessoas desinformadas, quem são esses gênios, que além de bons desenhistas são incrivelmente criativos, os Mangakás! Será um mangaká por postagem, espero que gostem desta série. O primeiro é...


Masashi Kishimoto


Kishimoto criou um mundo, criou mais de 100 personagens, criou uma cultura.


Ele nasceu em 8 de novembro de 1974 em Katsuta, na província de Okayama. Nasceu prematuro e passou alguns meses em uma encubadora, por isso é mais novo que seu irmão gêmeo, Seishi. Com um ano de idade, ele foi submetido a um costume da região, na qual se coloca três coisas na sua frente, e dependendo do que a criança pegar poderá se adivinhar sua profissão. Colocaram na frente dele e de seu irmão um soroban (ábaco japonês, um pincel e uma nota de dinheiro. Seishi pegou o pincel e Masashi, sem demorar, pegou o dinheiro.


Sempre foi um amante de ramen (ou lámen) e desde criança desenhava muito bem. Em seus volumes de mangá ele descreve sua infância, dizendo que era um garoto diferente, que no recreio da creche, ao invés de brincar, gostava de olhar o fluxo do rio. Quando fazia desenhos com os amigos, ele era o único a fazer corretamente o seu personagem favorito na infância, Doraemon, e por isso ficava corrigindo seus amigos, que acabavam bricando. Ele disse "Pensando bem hoje, eu era uma criança bem irritante".


Quando ainda era criança, conheceu o que para ele era o maior mangá que ele já viu, Dragon Ball, e passou a ter a maior admiração por Akira Toryiama. Mas ele só conseguia acompanhar o mangá por causa dos amigos que lhe emprestavam, pois ele não recebia mesada. Masashi começou a treinar bastante para um dia realizar seu sonho: ser mangaká. Então surgiu a primeira versão de Naruto. Mas era muito diferente: era um garoto baixinho, tinha botas grandes, e usava óculos de aviador. Criou alguns outros personagens também.


Um pouco mais velho, ele conseguiu publicar um mangá: Karakuri, que lhe deu sucesso e o mangá ficou famoso, chegando a ganhar o prêmio Hot Step Award. Mas não durou muito. Os editores pediram para ele mais um mangá, só que Kishimoto não conseguia pensar em nenhum novo. Então ele entrou em depressão profunda. Após passar por momentos difíceis, ele resolveu voltar para sua cidade natal, para relaxar, e lá acabou achando os desenhos que havia feito.


Quando voltou exibiu aos editores o desenho do primeiro Naruto. Eles gostaram. Esse mangá não tinha nada a ver com ninjas, era sobre magias demoníacas (nada de satanismo, hein povo!). Mas o mangá nunca foi publicado.


Masashi Kishimoto ficou triste, mas desta vez resolveu se reerguer. Pegou o mesmo personagem e o levou a outra editora, que aceitou o projeto. Então ele resolveu mudar um pouco o personagem, tirando os óculos (que segundo ele dariam muito trabalho para ficar desenhando a toda hora, e substituiu por uma faixa) e mudou a história para ninjas. No começo, Naruto seria um ninja que teria um professor particular (que mais tarde se tornou o Kakashi).


Kakashi era pra ser um ninja folgado, cheio de marra e preguiçoso, mas a ideia não passou pelos editores. Ele selecionou alguns nomes para o personagem (Kakashi, Kuwa, Kama, Enoki e Botan). Mas depois disse: "Pensando agora, de verdade, ainda bem que ficou Kakashi". O nome Naruto foi tirado de um tempero japonês encontrado no ramen.


Os editores viram a história e não gostaram. Então ele criou parceiros para Naruto, e surgiram Sasuke e Sakura. Com o tempo os demais personagens foram surgindo. "Naruto" foi lançado oficialmente em 1999, pela Weekly Shonen Jump, e foi um sucesso não só no Japão, mas no mundo todo, chegando a vender milhões de cópias em questão de semanas. Devido ao sucesso, em 2002 Naruto virou um anime, que tem até uma segunda parte, chamada de Naruto Shippuden. Os dois, Anime e Mangá, estão em produção até hoje, caminhando para um final ainda misterioso e muito emocionante.


Poucas imagens de Masashi Kishimoto (assim como de muitos outros mangakás) estão disponíveis por aí, então coloquei poucas:



                                                      Capa da primeira edição de Naruto.


              O "antigo" Naruto, com botas ao invés de sandálias, óculos de aviador e cabelo mais bagunçado.





Esse círculo branco com uma espiral rosa é o naruto. Esse lámen parece delisioso, me deixou com água na boca.




Estes são desenhos do mangá Karakuri. Segundo Kishimoto este foi o mangá que lhe deu esperança para seguir como mangaká, e que o primeiro personagem (que é o protagonista) tem um olhar fabuloso.


Até a próxima postagem!
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Literalmente não sabia dissoo nosso querido tio kishi tem fama te hoje(claro né) sou viciada e naruto sempre vejo quando bati os olhos não quis parar de assistir no começo eu falei para minha prima brigávamos por causa da skura ela gostava de narusaku eu odiava isso eu sempre falava que ela ia ficar com o sasuku ate hoje sou sausaku com o tempo mostrei ino falei umas coisinhas e fiquei com a sakura com o tempo vi hinata e mostrei ela virou fan de naruhina e eu sasusaku ate hoje torcemos pelo casla semre foos assim

    ResponderExcluir